Random Image

Saúde: Parlamento Europeu quer um limite legal na UE para as gorduras trans

 

O Parlamento Europeu pediu hoje à Comissão que estabeleça um limite legal para os ácidos gordos trans industriais em todos os produtos alimentares, tendo em conta os riscos que estas gorduras representam para a saúde pública. A proposta deve ser apresentada no prazo de dois anos. O consumo elevado destas gorduras insaturadas é um fator de risco para o desenvolvimento de doenças coronárias, responsáveis por cerca de 660 mil mortes por ano na UE, ou seja, cerca de 14 % da mortalidade total.

 

 

O facto de apenas um em cada três consumidores europeus dispor de conhecimentos sobre os ácidos gordos trans (AGT) demonstra que as medidas de rotulagem não são eficazes e que têm de ser tomadas medidas para sensibilizar a opinião pública, nota a resolução aprovada por 586 votos a favor, 19 contra e 38 abstenções.

O PE quer que o executivo comunitário apresente no prazo de dois anos uma proposta que estabeleça um limite legal para os AGT industriais em todos os produtos alimentares, a fim de reduzir o seu consumo na UE.

Essa proposta deve ser acompanhada de uma avaliação de impacto destinada a “calcular os custos da reformulação industrial que possam resultar da imposição de limites obrigatórios e a avaliar o risco de esses custos serem suportados pelos consumidores”.

A introdução na Dinamarca, em 2003, de limites legais para os AGT industriais (impondo um limite nacional de 2 % do teor de AGT em óleos e gorduras) “foi um êxito, contribuindo para uma redução significativa das mortes causadas por doenças cardiovasculares”, diz o PE.

Os eurodeputados instam o setor da indústria alimentar a “privilegiar soluções alternativas que respeitem as normas de saúde e ambientais”.

 

Desigualdades em matéria de saúde

 

 Os AGT tendem a ser utilizados em alimentos mais baratos. Uma vez que as pessoas com rendimentos mais baixos estão mais expostas a alimentos com elevado teor de AGT, “o potencial de crescentes desigualdades em matéria de saúde aumenta”, nota o PE.

O consumo frequente de óleos vegetais parcialmente hidrogenados de produção industrial tem sido associado a um aumento do risco de doenças cardiovasculares, infertilidade, endometriose, cálculos biliares, doença de Alzheimer, diabetes, obesidade e alguns tipos de cancro.

 

Contexto

 

 Os ácidos gordos trans são gorduras insaturadas que podem ser encontradas nos alimentos derivados de ruminantes e nos óleos vegetais parcialmente hidrogenados de produção industrial.

As gorduras trans são utilizadas pela indústria alimentar devido às suas características específicas, nomeadamente para garantir a consistência desejada dos produtos e prolongar prazo de validade.

Muitos restaurantes e estabelecimentos de restauração rápida recorrem aos AGT para fritar os alimentos, dado que estas gorduras são baratas e podem ser reutilizadas várias vezes nas fritadeiras industriais.

Os produtos atualmente produzidos com gorduras trans são, em especial, os produtos prontos a consumir ou de restauração rápida (doces e salgados), sendo classificados como géneros alimentícios muito transformados.

Atualmente, a legislação da UE não regulamenta o teor de AGT nos produtos alimentares, nem sequer impõe a sua rotulagem.

 

Fonte: Comunicado de imprensa do parlamento europeu 

 

[ pdf ]

 

Comment (103) Hits: 2812

O Lipidanimal ainda vive?

Caros amigos

O Site tem estado ao abandono. Acontece frequentemente que depois de uma fase inicial de entusiasmo as coisas esmoreçam. A participação dos membros nunca foi grande mas nos últimos tempos tem sido nula. Eu confesso que já nem me lembrava da password para entrar, tal foi o periodo de ausência.

Mesmo assim o balanço foi positivo e o Lipidanimal continua a ser visitado.

Vou tentar reanimar um pouco o site e voltar a tentar a motivar a equipa para participar no LiPIDANIMAL. Temos consciencia de que a parte mais útil do site são os textos incluidos na secção dos "Dossiers" e na "Análise". A produção desse conteúdo, com a qualidade que pretendemos manter, é muito trabalhosa e o tempo é cada vez mais escasso.  Mesmo assim prometo para breve mais um dossier, sobre o "shfit trans-10". Por facilidade e por estratégia tinhamos optado por manter o site em Português. Já tivemos muitos pedidos de inclusão de material em Inglês e estamos a ponderar que futuras inclusões de conteúdo sejam em Inglês. (ou idealmente em Português e em Inglês).

Ajuda sempre ter feedback positivo, pelo que se o desejarem fazer, não hesitem e comentem.

 

 

 

Comment (136) Hits: 1857

Bolsas de Doutoramento e Pós Doc - Concurso de 2013

Saíram esta semana os resultados do concurso de bolsas individuais de doutoramento e pós-doutoramento e o resultado, como já se antecipava, foi catastrófico. Como estive envolvido como avaliador não poderei comentar detalhes da avaliação, mas de qualquer modo os sinto que devo comentar o resultado final.

Este ano a FCT teve a “infeliz” ideia de fundir a área científica de “Ciência Animal e Ciências Veterinárias - CACV” com uma subárea da área de “Agricultura e Ciências Florestais“ designada por “Tecnologia de produtos de base biológica” criando um painel de avaliação conjunto designado de “Ciência Veterinárias e Tecnologia Alimentar”. Quem quiser pode consultar as áreas e subáreas científica da FCT, aqui (Áreas Científcas FCT). Não deixa de ser estranho facto de uma subárea de outra área científica se destacar da área de origem e se fundir a uma área até aqui autónoma. Que eu saiba estas decisões não foram alvo de discussão pública e nem sequer justificadas à comunidade. Imagino que a razão se deva ao fato de o número de candidatos na área CACV estar a diminuir, o que por si só devia merecer uma profunda reflexão. De qualquer modo, o resultado final foi trágico, já que neste concurso a proporção de candidatos entre da área de CACV e a subárea de Tecnologia Alimentar foi aproximadamente 1:2 e consequentemente a proporção de avaliadores no painel conjunto também foi de 1:2. Assim, a CACV passou de uma pernada de uma área autónoma para uma secção marginal da nova área de avaliação. Olhando para os resultados e constatamos que foram atribuídas 11 bolsas de doutoramento das quais apenas 3 para candidatos da área da CACV e 8 para a subárea da Tecnologia Alimentar. No caso das bolsas pós-doc, foram aprovadas no total 4 bolsas, das quais 2 para candidatos das CACV e 2 para candidatos da tecnologia alimentar.

Um dos argumentos da FCT para justificar a aprovação de tão poucas bolsas, é a aposta nos novos programas doutorais. Mas, o problema é que não há nenhum programa doutoral aprovado em Ciência Animal e Ciências Veterinárias. Além do mais este argumento não se aplica às bolsas de pós-doc, já que os programas doutorais são para formar doutores, não para apoiar a manutenção no sistema científico dos doutores já formados.

Na área das CACV foram concedidas em 2011 cerca de 40 bolsas de doutoramento, em 2012 cerca de 30 e em 2013 são 3. Nas bolsas de pós-doc passamos de cerca de 10 nos anos anteriores para 2.

É o que temos…..

 

 

Comment (144) Hits: 3845

Bom Ano Novo 2014

O Lipidanimal deseja a todos um 2014 cheio de saúde, paz, prosperidade e já agora muitas contribuições científicas na área dos lípidos em ciência animal.

 

Este blog tem estado um pouco parado e faço desde já o "mea culpa". De fato, passado o entusiasmo inicial e porque o ano foi muito intenso, acabei por não dar continuidade à actualização do blog. Também realço que a falta de participação colectiva me desanimou um pouco. Mas como promessa de ano novo, fica aqui a intenção de não deixar morrer o Blog.

Para além do mais, não faltam assuntos para partilhar com a comunidade LIPIDANIMAL.

Como, o mais importante são as pessoas, começo por destacar que concluiram o Doutoramento em dezembro de 2013 a Marta Madeira e a Sofia Costa. As provas correram muito bem a ambas e ambas se candidataram a bolsas de Pos-Doc da FCT. Se tudo correr bem a Marta continuará no CIISA e a Sofia irá integrar outras equipas, mais dedicadas ao metabolismo lipídico em Humanos. Qualquer que seja o desfecho, esperamos que continuem a integrar a comunidade LIPIDANIMAL.

Destaco igualmente a nomeação do Prof. José Prates, para membro do conselho científico da FCT. O cargo é de extrema importancia uma vez que o CC tem como missão ajudar a FCT a definir a política científica Portuguesa neste anos de profunda crise orçamental. Congratulamo-nos com a nomeação e temos a certeza de que o seu desempenho será, como em tudo o que faz, do mais alto nível. E não podemos deixar de ficar orgulhosos por um dos membros fundadores do LIPIDANIMAL ter sido escolhido. Bom Trabalho.

Destacamos ainda que o nosso centro - o CIISA - foi profundamente restruturado, mas daremos mais detalhes sobre isso num futuro próximo.

Em termos científicos as novidades foram também muitas como também veremos nos próximos posts.

 

Para já ficamos por aqui

 BOM ANO de 2014

 

 

 

 

Comment (189) Hits: 3885

Metabolismo lipídico no rúmen

Rumen Transformation of Lipids by Dr. Tom Jenkins, Clemson University

Para quem quiser aprender um pouco mais sobre o metabolismo lipídico que ocorre no rúmen vale a pena assistir à aula dada por um dos grandes especialistas mundiais nesta área.

 

Rumen transformation of lipids

 

Comment (79) Hits: 2862
Joomla templates by a4joomla